quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Jambiani - Tanzania



Esse é o "tal do azul" da música.

Dr. Marcelo que nos desculpe, mas ele não sabia o que estava falando quando brincava com nossa aventura maluca dizendo que íamos conhecer o azul de Jézebel, no  céu de Zanzibar. A pouco mais de uma hora da cidade de pedra fomos encontrar “a” praia mais bonita da história, numa tranquilidade rara para um paraíso desses, com um povoado que se estende por apenas 1km de costa. Isto é Jambiani.

Ao chegar no povoado os olhos doem pela claridade: o sol forte ilumina as casas, feitas de coral e barro, que de tão brancas refletem a luz do dia com toda a força. A razão pra tanta candura é justamente o fato da areia desta praia ser de pó de coral e, de tão fina e branca, acaba virando uma “laminha” que faz  a argamassa das construções e dá uma sensação maravilhosas quando pisada no mar.

Vista da janela. Ok, inveja liberada. 
O segundo susto é com a cor do mar. Talvez tivéssemos pensado que Tofo (Moçambique) era uma das praias mais bonitas que já visitamos por não poder imaginar, nos nossos sonhos mais ousados, uma água mais bonita que daquela cor. No entanto, a paleta de tons varia do azul-turquesa ao verde-esmeralda que vão se misturando numa dança delicada até se perder no horizonte. A visibilidade e a temperatura do mar também não deixam dúvidas de que há algo muito especial em Jambiani, que transcende qualquer ideia de praia que possa ser sonhada. Na maré baixa, a baía traz mais uma surpresa: a água se retrai pelo menos 1km para dentro do mar, deixando algumas piscinas naturais e uma fina camada de 10cm que dão a nítida impressão de se caminhar pelas águas.

Não, não estamos na piscina, é o mar que é cristalino mesmo...

Dar uma volta por essa praia significa ficar mudo diante de tanta beleza que a gente não acredita que possa existir – e quanto mais estar lá de corpo e alma. A energia do lugar se reflete também na população: apesar do assédio pela oferta de algumas atividades (mergulho, passeio de dhow, etc) foi a primeira vez que encontrei pessoas tão tranquilas e crianças genuinamente espontâneas. Ganhei meu primeiro mês de viagem quando, caminhando pelo pôr do sol, fomos surpreendidos por um grupo de meninas de 2 a 7 anos, que vieram correndo de braços abertos em nossa direção. Falando swahili, não conseguiam nos entender até que eu peguei na mão delas, juntei uma a uma e fizemos uma ciranda, estabelecendo a relação única e universal do brincar.

Quem resiste?

Mais para frente, um grupo de adolescentes cantava e dançava músicas tradicionais. A cena daquelas meninas-moça de khangas coloridas, mostrando-se umas as outras com os pés na areia era quase surreal. Eu, na minha ânsia ocidental de não perder o registro de tanta cultura, perguntei em sinais se poderia filmá-las, torcendo para que não fosse invasivo e/ou interrompesse tanta alegria. De forma alguma: elas cantaram e dançaram ainda mais orgulhosas e, ao final, ficaram extasiadas de se verem na pequena tela da câmera. Dados os devidos aplausos a mais velha olha pra mim com um sorriso e diz: tomorrow again, ok? Meu coração não cabia no peito de tanta gratidão.



Procuramos lugar numa pousada assim que chegamos e, com cara de mochileiros recém casados, barganhamos uma suíte só nossa de frente para o mar – incrível! Direto da praia vimos um pescador chegar com um polvo enorme, recém pescado, e nosso anfitrião foi logo avisando que esses eram os planos para o jantar. Eu, que quase não sou maluca por um polvo, não tive dúvidas: tasquei um prato monumental de polvo grelhado com arroz de côco e uma cerveja Safari pra acompanhar. Feliz da vida, comemorando nosso primeiro mês de viagem, absolutamente realizados!

8 comentários:

Marcos disse...

Nossa...serio, nossa.
Sem palavras, as fotos estao surreais...o lugar eh brincadeira.
Inveja liberada? Sim, por favor...libere a nossa inveja.
Saudades,
Muitos beijos e abracos

Carolzinha disse...

Gabi, posta o video das meninas dançando!!! =)

Ivan e Gabi disse...

Olá queridões! Caroleta, o vídeo tá super pesado pros padrões de internet que temos encontrado, mas assim que der tem um monte de coisas legais pra mostrar. Marcão, fica tranx, tem mais 9 meses pra vc vir encontrar com a gente em um desses paraísos. Beijos

Ivan e Gabi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Contente disse...

vale chorar?

Ana Contente disse...

vale chorar?

AG disse...

Eu sabia que vocês iam adorara Zanzibar. Fica mesmo na alma :)
Beijinhos de Moçambique
Ana

Mariana Flower disse...

Ivan, que bacana esse sonho de vcs!!! Tô acompanhando as belas fotos... Energias Positivas pra vcs nessa viagem!!! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...