quinta-feira, 23 de maio de 2013

Um dia quente em Kajuraho - India




Além de ser uma cidade interessantíssima para se visitar, Kajuraho se mostrou um excelente local para a fotografia. 

As óbvias imagens das surubas milenares esculpidas nos templos foram um bom ponto de partida, mas ao mesmo tempo pudemos presenciar cenas do cotidiano que revelaram-se pelo filtro da máquina fotográfica. 

O dia estava muito quente. Quente de um jeito que nem os próprios indianos aguentavam. Muitas das fotos abaixo foram feitas próximo ao meio dia, um horário ingrato para a fotografia por conta da luz dura e cheia de sombras. Ruim para a fotografia, pior ainda para quem se atrevia fora de casa.  

Aqui, neste post, mostramos algumas das imagens que ficaram de fora de nosso relato sobre a cidade com alguma liberdade para brincar com essa visão sobre tudo que estava à nossa volta. Convidamos vocês a clicar nas imagens para assim ampliá-las e deixar que elas contem a história.  

É o lado B de Kajuraho, as vezes trivial e cotidiano, as vezes imponente como um templo hindu. É a India.


PEDRA




ÁGUA I

ÁGUA II
ÁGUA III


Porta da salvação.

FESTA I


FESTA II

FESTA III

CALOR
BACANAL.

Vaca sagrada / vaca profana.


Um comentário:

Celina disse...

Inimaginável o adjetivo usado:
luz dura.

Realmente a foto preta e branca transmitiu calor e contemplação.

sempre saudades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...