sábado, 3 de agosto de 2013

Trekking no Annapurna: dia 9 - Nepal





DIA 9

Manang a Yak Kharka (4.110m): 3-4 horas de caminhada


Da vila de Manang, a trilha cruza com alguns riachos, subimos até a vila de Tenki, que fica logo acima de Manang, e depois continua para cima saindo do Vale de Marshyangdi sentido nordeste até o vale de Jarsang Khola. A trilha segue este vale sentido norte, passando por algumas pastagens, árvores juniper, ganhado altitude constantemente. O caminho passa perto da pequena vila de Ghunsa, um conjunto de casas com tetos retos feitos de lama que fica logo abaixo do caminho da trilha. Agora a trilha passa por pradarias onde cavalos e yaks pastam. Depois de cruzar um riacho por uma ponte de madeira, a trilha passa por uma antiga parede Mani, numa agradável planície e depois chega até a pequena vila de Yak Kharka. Fazer uma subida pequena mas gradual é a chave para evitar problemas de altitude.




"A lua de mel acabou. Estamos caminhando a 9 dias agora e até então as trilhas, apesar de difíceis, eram bem assentadas e contamos com lindos dias de primavera. Não mais.

Acordamos em Manang com o cinza do céu cobrindo as montanhas e a noite fora a mais fria que enfrentamos até hoje. 

Dormimos dentro de nossos sacos de dormir mais os edredões nepaleses que mais parecem colchonetes de tão grossos. Isso sem contar as segundas peles travestidas de pijamas.
Saída de Manang.


Após a palestra da Himalayan Rescue Association, resolvi começar a tomar o Diamox, remédio preventivo à doença de altitude. Seja pelo efeito do remédio ou porque já estou aclimatado, confesso que me sinto melhor.

O caminho que nos elevou 500m e nos trouxe até Yak Kharka me pareceu mais tranquilo do que imaginava. Algumas pontes suspensas, casas esparsas pelo trajeto e frio, muito frio.
Vista da saída de Manang rumo à Yak Kharka.


O vento entra rasgando nos vãos descuidados das muitas camadas que vestimos e gela o suor por baixo da roupa. As trilhas em si começam a ficar mais estreitas e arenosas, fazendo as cem mil pedrinhas do chão se transformarem em bolas de gude sob os nossos pés.

Gabi segue uma guerreira descomunal, caminhando sem trégua apesar de sofrer mais do que eu com o frio. De vez em quando ouço uns gritos vindos de trás me dando bronca por andar muito rápido.
"você tem que beber água!" eu sei Gabi, eu sei...

Fizemos a travessia em tempo bom: 3h para os 10km de subidas e descidas ofegantes.

Yak Kharka se resume a não mais que 10 casas de pedra que servem como pouso para viajantes rumo à Thorong La. Estamos mais uma vez hospedados em uma teahouse xexelenta, mas que serve ao propósito de alimentar, dormir e seguir caminho.




A impressão que tenho é que ao passo que nos aproximamos da travessia a montanha ruge e começa a mostrar os dentes. No início, foram as trilhas inclinadas que custaram meu joelho e o tornozelo da Gabi. Em Manang, a altitude apareceu deixando 100m de trilha tão difíceis quanto se fossem 1.000m. Hoje, em Yak Kharka, o frio.
Carregadores pela única rua de Yak Kharka.


No meio da tarde Guiam nos chamou para uma subida de 300m para mais uma aclimatação. Já no meio do caminho, morro acima, flocos de neve pontilhavam meu casaco preto.

A caminhada curta nos levou a um pasto de yaks, onde uma nak (yak fêmea) cuidava dos seus dois bezerros recém nascidos. Não preciso dizer que o lado “te-agarro-te-espremo” da Gabi quebrou recordes.
"mas amoooor, é um yakinho!" Fala da Gabi antes de quase espremer o bicho.


Paro de escrever no salão da teahouse onde a esmagadora maioria é francesa e conversa animadamente. Os guias e sherpas nepaleses jogam baralho.
O frio dificulta a escrita. Além das mãos duras já parei duas vezes para esquentar a carga da caneta, que falha..."

2 comentários:

Anônimo disse...

Filha

Que frio! Seu nariz estava vermelho.

Mas nunca há problemas porque o inquieto e sábio guerreiro Ivan irá te proteger.

Celina disse...

Filha

Que frio! Seu nariz gambiniano estava vermelhinho.

Não há problemas porque sempre o inquieto e guerreiro Ivan irá te proteger.

Será que eu aguentaria esse ar rarefeito?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...