Laços pelo Mundo






Ao escrevermos nossas aventuras, sentimos necessidade de fazer um parênteses especial para algumas pessoas que nos marcaram nestas andanças. São tantos encontros e desencontros, tantas conversas, tantas rodas de bar, tantas histórias e experiências de mulheres e homens maravilhosos que não poderiam ficar guardados só conosco.



Dar rosto e narrativa (ainda que breve) a estas pessoas é a nossa maneira de agradecê-las pelo que compartilharam com a gente. Com cada uma delas tivemos a oportunidade de estabelecer laços no sentido literal: todos ganharam uma fitinha do Senhor do Bomfim da Bahia, como lembrança do Brasil e prova dos nossos mais sinceros votos para que os três desejos delas se realizem.



Compartilhar aquilo que elas dividiram conosco é uma forma de dar continuidade a este ciclo de boas energias. É também uma maneira de se reconhecer no outro, independente da nacionalidade, cor, escolaridade e/ou crenças e ver que existem pessoas pensando e agindo pelo mundo.



O melhor desses encontros - que tornaram-se laços - é a sensação de que não estamos sozinhos nessa busca pela felicidade.

Estes são os nossos laços pelo mundo, esperamos que a lista cresça ao longo da viagem. Afinal, o mundo também é feito de gente (e boa!).

· __________________________________________________________________________________________________________________________________

 Mawethu Elvis (Plettenberg Bay, SA): xhosa de East London,tem um olhar doce e uma disposição contagiante. Ele se dizia um dos alunos mais encapetados da escola e por isso acabou não aprendendo afrikaan direito. Ele é o figura que aparece no vídeo de Plett falando português e ensinando clicks pra Gabi.

·    
   Paula (Maputo, MZ): angolana-portuguesa que se reconhece como moçambicana, a Paulinha se diz tímida – mas faz você se sentir sua melhor amiga logo de cara. Ambos pela primeira vez no CouchSurfing (tanto ela quanto a gente), nossa convivência foi especial, regada a muita risada, cerveja e boa companhia. Valente, esta miúda está estruturando uma fábrica de “betão” (como dizem concreto aqui em Moçambique) enquanto administra num apartamento uma cachorrinha muito sapeca de dois meses – a Pimenta.


· Ana e Rita (Tofo, MZ): irmãs portuguesas, moraram boa parte da vida em Maputo (seus pais se conheceram e casaram em Moçambique) até que tiveram que voltar para Portugal por conta da revolução pela independência. Ana, a mais velha, veio retomar as suas origens moçambicanas e há quatro anos mora na capital do país trabalhando com consultorias na área ambiental. A Rita é engenheira civil e atleta de vela da seleção portuguesa – atualmente está tirando férias sem vencimento para descobrir se dá pra conciliar essas duas paixões. A Ana está tentando convencer a Rita a se mudar pra Moçambique – e leva-la ao Tofo foi golpe baixo.


·      Jamie (Tofo, MZ): sul-africano de Port Elizabeth, mudou-se a dois anos para Tofo e é dive master em uma operadora de mergulho. Extremamente gentil e atencioso, nos encontrou em uma conversa de bar e assim que soube dos sonhos de mergulho da Gabi, foi até a sua casa e nos presenteou com lucky beans. E, acreditem, temos certeza que foram eles que trouxeram os golfinhos, mantas e baleias até nós. 

   Overlanding Tour - Gorilla's Trek

Above, from left to right: Rachel, Piano, Blair, Hannah, Dave, Stephanie, Linda, Brian and Sharon
Below, from left to right: Laura, Heath, Camille and the "fucking Brazilians"!

  Esse foi um grupo muito especial que esteve conosco em um dos momentos mais emocionantes e esperados da nossa viagem: rastrear os gorilas. Por compartilharmos esse momento, foi impossível não criar laços. A todos vocês nosso muito obrigado!

  These were a very special bunch that were with us in one of the most emotional and exciting part of our trip: trekking the gorillas. For sharing this with us, it was impossible not to create a bond. To all of you, our sincere thank you!   
-
Brian & Sharon (Inglaterra): Espirito aventureiro / Adventurous spirit.

  Heath & Laura (Austrália): Casal simpatia/nicest couple ever! 

Hannah (Inglaterra): a caçula que adora brigadeiro / the youngest that loves “brigadeiro”.


  Camille (Canadá): Gosta de animais e fotos (mais que de pessoas) / Loves animals and photos (more then humans).

  Piano (Austrália): doçura e bom humor inabalável / the sweetest and with unbreakable good mood.

   Blair (Nova Zelândia): grande bebedor de rum / Kiwi Cap. Morgan.

  Rachel (Austrália): Fã de música alternativa (Bonde do Rolê?!?!?!) / Alternative music lover.
  
 Linda (Austrália): Humor afiado e oráculo da turma / Sharp humor and gang oracle.

 Dave (Inglaterra): Baterista com senso de humor único / drum player with unique sense of humor.

Stephanie (Canadá): Sorri com os olhos / Smiles with her eyes.


Sally & Aaron* (Austrália): Diversão garantida, mesmo à distância / guaranteed fun, even after they went home.


Will (Austrália): sem dúvida a pessoa mais viajada e amigável que encontramos, este querido nos acompanhou por boa parte da Etiópia e já está fazendo falta em outros países. Estudante de direito e ciência política, o que ele gosta mesmo é de viajar, tomar todas as cervejas do mundo e dar muita risada com os amigos que faz por onde passa. 


 Agnes & Ronald (Holanda): o casal mais querido da viagem, estes dois médicos são duas pessoas incríveis e que, apesar do poucos dias que passamos juntos, estarão pra sempre no nosso coração. Nos últimos quatro meses moraram em Avasa (Etiópia) e trabalharam voluntariamente na ala cirúrgica do principal hospital da cidade, enfrentando inúmeros desafios e aprendendo a não julgar. Depois de terem viajado por várias partes do mundo, eles se apaixonaram pela América Latina e querem trabalhar e morar um tempo por lá - e nós estamos torcendo para que eles venham para o Brasil.



                  Chris e Alex (Austrália): estes irmãos têm uma humildade rara e maturidade incrível para a pouca idade - com certeza proporcionadas pelas experiências de vida que escolheram. Passaram os últimos meses fazendo trabalho voluntário em uma escola de Uganda e se apaixonaram tanto pela ideia que estão planejando uma iniciativa independente em outros cantos do mundo. Temos certeza que por onde passarem vão espalhar toda a alegria e gentileza que também nos encantaram.

Ahmed (Egito):
Nos conhecemos pelo CouchSurfing e depois de algumas horas de convivência descobrimos que temos um primo no Egito. Ele trabalha numa multinacional e tem um dos cargos mais chiques da história - tipo especialista de logística quântica intergalática, ou algo assim. Tem um gosto impecável para música e comida e se diverte curtindo todo o lado bom da vida. Nos deu uma lição de cultura, política e economia egípcia além de um banho de generosidade árabe. Ele começou a planejar o aniversário surpresa do Ivan passo a passo por email, quando ainda nem nos conhecíamos. Este é o tamanho do coração deste primo que acabou de descobrir sua família no Brasil

4 comentários:

Celina disse...

Essa é a corrente da alegria.

Como é bom gostar de pessoas!!!

Maria Luiza Cruz disse...

Os textos que vocês escrevem me levam junto... É tanta sensibilidade e tamanho carinho, que é impossível não se emocionar. Felizes daqueles que têm essa coragem e disposição para essa aventura! vocês o são!

douhlas disse...

Eu adoraria falar todas as linguas pra conhecer pessoas, ouvir e contar a elas as poucas historias que conheço, vcs estão dividindo com a gente a maravilhosa aventura que é compartilhar conversas, conhecer pessoas, estreitar relacionamentos e ampliar horizontes, não sei como vai ser depois quando pararem, certamente sera complicado, mas o presente é o que importa. bjs

Anônimo disse...

Incrivel o blog de vces !

FANTASTICO !!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...